Posts recentes...clique...navegue...explore!

21.7.18

Limpeza...


De repente, vem uma chuva forte
Primeiro ela molha, depois inunda
Tudo que estava largado, ressecando

A chuva corre por canteiros abandonados
O cheiro da terra sobe, evocando perfumes
Mas o solo apenas alaga, nele nada germina

A chuva então cai somente para varrer e limpar
Não há raízes ou sementes, só trilhas de pedras
Meras lembranças de um jardim que nunca floresceu


2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se expresse!