Posts recentes...clique...navegue...explore!

20.6.18

Estação



Ela mantém um olhar fixo, debruçada na sacada, tomando um café que nunca termina ou esfria...

Está paralisada olhando do alto aquele trem passando...um trem longo, com inúmeros vagões transparentes, de onde é possível ver jóias, tapeçarias luxuosas, porcelanas delicadas, cristais brilhantes e muitas, muitas caixas que nunca foram abertas...

Tudo parece intacto, indiferente ao movimento daquele trem veloz; às vezes lento, outras vezes quase parando, cedendo a um hesitante freio...

Aquele conteúdo de reis parece de verdade, mas nada pode ser tocado e ela não consegue exercitar uma ideia de para onde ou para quem tudo aquilo está destinado. Quem sabe ela tenha interceptado, sem querer, uma viagem seleta, discreta, secreta...

Ou talvez aquele trem não esteja indo para lugar algum, esteja apenas viajando, suspenso, fora de alcance; talvez pertença a alguém que não deseja instalar-se, que deseja apenas reter tudo, trancado a oito chaves, seguro das intempéries do lado de fora, da vida...

Ela percebe, intrigada, que alguns vagões estão vazios, com salas arrumadas e decoradas como se esperassem ocupantes. Mas, não há como entrar nelas. É um convite e, ao mesmo tempo, uma impossibilidade...

Ela continua observando atenta. Está fascinada. Ela quer entrar, explorar, conhecer, mas aquele imenso baú em movimento não tem fendas, não tem janelas abertas e nem portas destrancadas...É um trem blindado. 

Ele apenas passa, deixando um rastro indelével de quereres e frustrações, fazendo quem entrou em contato com ele lembrar que o mundo era melhor quando ele ainda não havia cortado a paisagem vigente...

Após alguns meses, ela leva a xícara até a boca em mais um gole, mas se dá conta de que o café acabou. Ela entra para buscar um pouco mais. Quando volta, ao chegar ao arco da porta que dá para a sacada, avista os trilhos vazios...

Ela respira fundo, olha  para o céu em um movimento amplo com todo o corpo, e retorna finalmente ao seu próprio caminho...




2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se expresse!