Posts recentes...clique...navegue...explore!

31.5.18

Epílogo


Além da realidade
Fora desse mundo
Entre paredes
Invisível
Em mim

Desejos
Resquícios
Farta sobra
Para degustar
Aquém do íntimo

Coisas da emoção
Que se manda
Independente
Amotinada
Rebelde

Vencida
Esmorecida
No seu tempo
De desaparecer
Se perder por aí

Ou transmutar-se
Em nova energia 
Para retomar
A estrada
E voltar
A amar
Outra
Vez
...





2018


30.5.18

Padrão


Retrocesso
Mergulho
Fundo
Luto

Vai
Sai
Sol

Vida
Volta
Sozinha
Fortalecida

Sol
Sai
Vai

Recuperada
Retoma
Plena
Dona

Sai
Sol
Vai

Vive
Sente
Cresce
Enriquece

Sol
Vai
Sai

Experimenta
Recomeça
Arrisca
Luta

Vou
Sol
Sou

Viva
Liberta
Dinâmica
Determinada



2018



29.5.18

O dia D


Um pouco mais de apego...
Um pouco mais de espera...
Um pouco mais de crédito...
Um pouco mais de silêncio...
Um pouco mais de esperança...
Um pouco mais de sentimento...
Um pouco mais de insistência...

Esse tempo terminou (Ponto)

A última palavra
Foi proferida
Foi minha

Desisti

Da amizade
Da Paixão
De você

De nós

Pode me esquecer em paz



2018

27.5.18

bem no fundo - Paulo Leminsky


no fundo, no fundo,
bem lá no fundo, a gente gostaria
de ver nossos problemas
resolvidos por decreto

a partir desta data,
aquela mágoa sem remédio
é considerada nula
e sobre ela — silêncio perpétuo

extinto por lei todo o remorso,
maldito seja quem olhar pra trás,
lá pra trás não há nada,
e nada mais

mas problemas não se resolvem,
problemas têm família grande,
e aos domingos saem todos a passear
o problema, sua senhora
e outros pequenos probleminhas


(1987 - Paulo Leminski, do livro “Distraído venceremos”)

26.5.18

Hoje!


As vezes tentamos deixar um sentimento no passado
Porque não acreditamos que exista futuro nele
Só que se o sentimento ainda existe no hoje
Ele já existe no futuro, assim como tudo
Afinal, independente de quanto dure
O futuro é um monte de hojes
Muitas vezes desperdiçados
Muitas vezes perdidos
Em tempos vazios
Em equívocos
Em vacilos
Em medos
De amar
De ser
Dois
Um




2018

24.5.18

Limite.


Enfrenta o medo
Anda no escuro
Estica  muito
Vai no fundo
Vive tudo

Acredita
Insiste
Quer
Crê

Até esgotar
Até acabar
Até o fim

E liberta...


2018




22.5.18

Enfim...


(...)

Então que se vá
Como os ventos
Como o tempo
Como  tudo
Que passa
E acaba
Fim





2018

18.5.18

Últimos suspiros



Te  chamo para  um café ameno
Bato no seu peito com raiva
Me jogo nos seus braços
Levo um soco calado
Falo em monólogo
Raspo o tacho

Procuro pelas lágrimas
Mas não as encontro
Elas se recolheram
Para felicidades...







2018

11.5.18

9.5.18

Processos


Tempo, tempo, tempo, tempo
Para achar todos os laços
Para procurar as pontas
Para desatar os nós
Desamarrar tudo
Soltar e ir
De novo
Livre





2018