Posts recentes...clique...navegue...explore!

25.8.16

Contrastes


E o que seria eu sem os meus desamores?
Sem um texto para as minhas minhas palavras
Sem uma busca para as minhas incertezas
Sem um alvo para meus sentimentos
Sem um desastre para chegar às minhas vitórias

E o que seria eu sem viver meus dias?
Sem acordar todos os dias
Sem querer o que me falta
Sem sair a procura do que me basta
Sem acreditar no encontro dos desencontros

E o que seria eu sem errar?
Sem acertar
Sem me perder
Sem tentar me achar
Sem eventualmente me encontrar

E o que que seria eu sem me desentender?
Sem me conhecer
Sem me reconhecer
Sem me desconhecer
Sem me ser

E o que seria eu?
Senão eu mesma
Senão eu
Senão
Se

2016

Ilustração: La Carpa — Aykut Aydoğdu (detalhe)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se expresse!