Posts recentes...clique...navegue...explore!

25.6.16

Cardápio


Uma refeição rápida para necessidades urgentes
Um escolha spicy para dias frios e calados
Uma alternativa agridoce para momentos de puro tédio
Uma opção de baixas calorias para dias amenos
Um petisco para tapiar o pouco tempo
Um japonês ou algo assim para exóticas curiosidades

E um surpreendente banquete de iguarias...
Que exige abertura de paladares
Disposição para diferentes temperos
Inclinação para novos sabores
Falta de medo de gostar, não gostar ou viciar
Coragem de experimentar

Uma experiência que não nos permite voltar para o ponto de antes
Que modifica nossas papilas gustativas para sempre
E leva nossas vontades muito além da simples fome

Um conjunto de pratos que não podem esfriar com hesitações
Que devem ter sua ordem de degustação respeitada
Apreciada em cada particularidade exata

Porque iguarias não são apenas consumidas, elas também se alimentam
Do ritual, do envolvimento e principalmente do reconhecimento
De que são iguarias, e não apenas comida.


2016






18.6.16

A Gaivota


Quem nasce com  asas longas
Não deve  temer deixar a praia
Nem temer voar altas distancias

E quando em um voo avistar um mar aberto
Deve experimentar um mergulho bem fundo
Para receber  o que ele  oferece, aventurar-se

Porque asas bem usadas levam a uma terra vasta
Asas atrofiadas  podem ficar travadas e  confinar
A coragem  de voar mais alto condena ou liberta

Uma escolha.

2016


13.6.16

Labaredas


O toque da palavra é físico
O silêncio é arroubo
A hesitação declara
O olhar consome

Gotas de suor escorrem preguiçosas
A pele se debate entre afogar-se ou sufocar-se
Na tentativa de driblar, o corpo tenta escapar aos pedaços
Mas cegos, escolhem ir para o mesmo lado              

A distância desafia as vontades
A insistência zomba das dificuldades
Nada faz sentido
Tudo é exato

O tempo é calendário
O calendário, datas
As datas, metas
As metas, o próprio desejo

O desejo, apenas palavras
As palavras, intenções
As intenções, o nada
Labaredas


2016