Posts recentes...clique...navegue...explore!

23.8.91

Maratona


Não tenha medo de não ganhar, de não obter, de não chegar lá
Querer e ir ao encontro do seu exato desejo não é para muitos
Quem se esforça para alcançar algo nunca será um perdedor

Serene...
Enquanto segue, olhe para outras direções
Perceba outras cores, descubra outras coisas

E deixe...
Deixe vir outros destinos
Se tiver que.

1991

22.8.91

Voo


Afinal, o que será que me mantém insistindo nesse voo cego?


1991

Horizonte


E o que é o futuro, se não criar os caminhos e aproveitar as chances...

1991

21.3.91

Solidão do Mundo


Às vezes sinto solidão,uma solidão do mundo,como se eu não contasse com nada e nem com ninguém.

Uma solidão doída, por não encontrar o outro no sentido mais pleno que a palavra encontro possa ter.

Dá uma pontinha de vontade de desistir...

Mas afinal o que seria desistir? Sumir? Morrer?

Desistir é continuar tentando, porque não há outra saída. A porta da minha vida é uma só.

1991

4.3.91

Anônima


E a morte doeu...
Não deu pistas
Não mandou mensagem

A pegou em uma esquina ordinária
Quando ela estava desprevenida com a vida
Não deu chances a argumentos
Não deu tempo de implorar
Não pediu permissão

Valeu se morreu assim?
Sozinha, pobre, abandonada, privada
Sem ter acesso nem ao básico, o luxo de ter o básico

Do que valeu?
Do que vale?
O que é preciso fazer?
O que adianta fazer?

Se ela pode chegar um dia e nos pegar em uma esquina
Sem deixar recados.



1991